Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucionais > Decreto prevê maior integração entre os órgãos de segurança pública do Distrito Federal
Início do conteúdo da página

Decreto prevê maior integração entre os órgãos de segurança pública do Distrito Federal

Publicado: Sexta, 04 de Janeiro de 2019, 20h06 | Última atualização em Sexta, 04 de Janeiro de 2019, 20h06 | Acessos: 1315

O decreto SOS DF foi assinado na manhã desta sexta-feira (04) pelo governador Ibaneis Rocha na cidade de Ceilândia. A comandante-geral da PMDF, coronel Sheyla, participou do evento. Também compareceram os administradores de cada Região Administrativa, sendo, na oportunidade, oficialmente nomeados aos respectivos cargos. Também prestigiaram o momento, lideranças políticas, parlamentares e diversos secretários e servidores de diferentes áreas do governo, além da população em geral.

De acordo com o governador, o objetivo do Ato é promover a recuperação da capital federal por meio de ações integradas e emergenciais nas áreas de segurança pública, saúde, obras e educação, conduzindo servidores para as ruas da capital em uma força-tarefa de órgãos como a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), Polícia Civil do DF (PCDF), o Departamento de Estradas e Rodagem do DF (DER-DF), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Companhia Energética de Brasília (CEB) e Companhia de Saneamento Ambiental do DF.

A comandante-geral da PMDF, coronel Sheyla, recapitula sobre a prioridade da Instituição em transmitir segurança e dar proteção à população. A comandante também destaca que no decreto assinado pelo governador, o intuito é desempenhar a credibilidade junto a sociedade prestando serviço de segurança pública. Na ocasião, a coronel ressaltou: “Vamos proteger o cidadão, independente de classe econômica ou localização. Pretendemos prestar o melhor serviço ao Distrito Federal” e enfatizou o papel da corporação na parceria junto aos órgãos do GDF e secretaria, onde cada um é responsável por suas competências: “A PMDF prestará segurança aos serviços que as secretarias vão desenvolver, mas também a segurança do cidadão, que é a nossa maior convivência e faz parte da nossa rotina diária”.

Ibaneis afirmou em seu discurso que na área de segurança pública serão realizadas ações educativas. O governador assegurou também que haverá aumento no valor dos benefícios dos policiais militares. Outra medida é aumentar o efetivo, convocando policiais militares que estão na reserva para voltarem à ativa. O oficial da reserva, major Cesário, acredita no projeto: “Eu espero que essa ação ocorra para o aumento de efetivo e melhora na qualidade do serviço prestado à população, observando a Lei 12086, a qual estabelece o contrato temporário”.

Etiene, 33, é servidora do SLU prestigiou o evento e disse ter expectativa positiva: “Que o governo dê suporte para a Polícia Militar trabalhar, para que possam exercer sua função com saúde”.

Por Karina Linhares

Fim do conteúdo da página