Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucionais > Segurança na folia de Carnaval do Distrito Federal
Início do conteúdo da página

Segurança na folia de Carnaval do Distrito Federal

Escrito por Karina Linhares | Criado: Quinta, 27 de Fevereiro de 2020, 15h49 | Última atualização em Quinta, 27 de Fevereiro de 2020, 16h24 | Acessos: 475

capa póscarnaval

Foto: Wander Vieira

Identificação Infantil, emprego de 2,1 mil policiais militares, cerca de 3 mil revistas preventivas em todas as festas, essas foram algumas das estratégias utilizadas pela Polícia Militar do Distrito Federal para redução dos índices criminais no Carnaval. Nos quatro dias de festas, a Secretaria de Segurança Pública registrou queda de 18,7% de ocorrências policiais, 739 registros, se comparado ao mesmo período do ano passado.


Os crimes de furto de celulares e o uso e porte de drogas foram os mais recorrentes, porém também houve prisões por tráfico de drogas, também de quadrilhas especializadas em roubo e furto de celulares, lesão corporal e apreensão de armas brancas. Não aconteceu registro de estupro nos quatro dias de Carnaval 2020.


O Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) ficou responsável pelas fiscalizações de trânsito, blitzes, próximo aos eventos carnavalescos. A PMDF também usou drones na prevenção à criminalidade, além de táticas operacionais que trouxeram rápidos resultados como linhas de revistas pessoais. Quem chegava aos blocos vindos da Rodoviária de Brasília, por exemplo, encontrava pelo caminho linhas de policiais que revistavam os foliões e as mochilas em busca de objetos que poderiam ser utilizados como armas (tesouras e garrafas de vidro, ou mesmo armas brancas ou de fogo.)


Outra estratégia da Corporação nos locais dos eventos, nas laterais dos blocos, foi abordagens e revistas, possibilitando a intervenção rápida em caso de confusões. Outro aspecto positivo foi tornar o policial mais visível, melhorando a sensação de segurança do público.


O que marcou o Carnaval, além da segurança, foi à interação dos foliões com os policiais militares que atuavam prontamente. Em várias oportunidades ocorreram agradecimentos e reconhecimentos pelos serviços prestados, até mesmo nos abraços calorosos da população do DF.

 

pos carnaval 2Foto: Marcos Lopes 

pós carnaval 1

Foto: Marcos Lopes

pós carnaval

Foto: Wander Vieira

Fim do conteúdo da página