Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucionais > Equipe Destaque: Grupo Tático Operacional (GTOP 30) – 10º BPM
Início do conteúdo da página

Equipe Destaque: Grupo Tático Operacional (GTOP 30) – 10º BPM

Escrito por Kelly Marques | Criado: Quinta, 25 de Junho de 2020, 09h33 | Última atualização em Quinta, 25 de Junho de 2020, 09h56 | Acessos: 829

Nesta semana o destaque é para os três grupos que integram a equipe Alpha do GTOP 30. As equipes são compostas pelos sargentos Mendonça, Romilson, Neves, Campos, pelos cabos R. Estevam, João Silva e pelos soldados Andrey, Corrêa, Gonçalves, Marlon, Uelton e Estanislau. A região de atuação das equipes compreende a Ceilândia Norte e Sol Nascente. Nos últimos anos, as equipes juntas, lideram as estatísticas de apreensões e prisões em toda região administrativa do 10º BPM.

O 10º BPM está localizado na Ceilândia atende a uma população de mais 300 mil habitantes. É uma das unidades que apresenta maior índice de ocorrências policiais. Desde porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e roubos os incansáveis policiais deste batalhão nunca desanimam, mesmo diante da alta reincidência de criminosos.

Somente neste ano, a equipe Alpha realizou 24 flagrantes, com 14 armas de fogo retiradas das mãos de criminosos, prevenindo fatos mais gravosos com o uso destas armas ilegais. Foram aproximadamente 25 veículos recuperados e a prisão da maior quadrilha interestadual de roubo, furto e clonagem de motos. Apenas neste ano de 2020, a equipe foi responsável pela apreensão de aproximadamente 21 kg de drogas (cocaína, maconha, crack, haxixe), 1500 comprimidos de rupnol e êxtase.

O subcomandante da equipe Alpha, sargento Romilson, acredita que o sucesso das ações da Alpha se deve à união de policiais militares altamente capacitados e profissionais em tudo que fazem. “Temos muita amizade e isso nos une, trabalhamos muito e com extrema dedicação, não temos vaidades, entendemos que somos uma equipe que realiza um trabalho coeso”.

A Alpha já foi responsável por atender ocorrências de repercussão nacional. Em um dos casos em que atuaram com brilhantismo, foi a prisão de traficantes de drogas em abril deste ano. Equipes da Alpha fecharam um esquema de produção e falsificação de cocaína que ocorria dentro de uma casa no Condomínio Privê, em Ceilândia, às margens da BR 070. Cerca de 6 kg da droga pura, conhecida como escama de peixe, avaliada em R$ 300 mil, foram apreendidos.

De acordo com o sargento Neves, uma denúncia anônima levou os policiais à residência. “Foi passado que uma espécie de laboratório estava funcionando no local. Ao chegarmos lá, constatamos que um grande esquema de fato operava”, completou.

Fim do conteúdo da página