Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

PMDF escolta donativos aos atingidos pelas chuvas no sul da Bahia

Escrito por Kelly Marques | Criado: Quarta, 05 de Janeiro de 2022, 16h26 | Última atualização em Quinta, 06 de Janeiro de 2022, 10h54 | Acessos: 636

Fotos: Kellen Silva/ CCS/PMDF

Escoltas policiais da Polícia Militar do Distrito Federal estão garantindo que as doações recolhidas pelos cinco órgãos de segurança do DF cheguem à Bahia. A Polícia Militar do Distrito Federal, a Secretaria de Segurança Pública, a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil começaram a carregar  os caminhões com donativos destinados às vítimas das enchentes no sul e sudeste da Bahia, às 9h30 desta quarta-feira (5).

Sete caminhões com cerca de 50 toneladas de donativos arrecadados partiram do Centro de Capacitação Física (Cecaf) do Corpo de Bombeiros - Setor Policial Sul para uma viagem de dois dias em direção a Vitória da Conquista (BA), de onde seguirão para demais regiões mapeadas pela Defesa Civil local. O restante das doações também deve seguir o mesmo trajeto nos próximos dias.

Os donativos – entre mantimentos, materiais de higiene e limpeza, roupas e água – foram entregues em postos de arrecadação montados em diversas unidades das forças de segurança pública do DF, como Batalhões das polícias e bombeiros, delegacias e unidades da Defesa Civil (DCDF).

De acordo com um balanço parcial feito na terça-feira (4), a iniciativa do Governo do Distrito Federal ultrapassou a marca de mais 100 toneladas de donativos. As doações foram recebidas durante os seis dias de Campanha de Ajuda Humanitária.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Márcio Cavalcante de Vasconcelos, ressaltou o envolvimento e a importância da integração das Forças de Segurança Pública e também elogiou pela iniciativa e envolvimento na campanha, sobretudo da população do Distrito Federal. “Nós agradecemos muito a você cidadão do DF e a vocês integrantes das Forças de Segurança estamos mostrando a força da integração dos órgãos de segurança do DF, não apenas para combater o crime, mas também para salvar vidas. Juntos somos mais fortes”, afirmou.

O chefe da Defesa Civil, coronel Deusdete Vieira de Souza Junior, comentou sobre o diálogo com as forças de segurança baianas para otimizar a chegada dos donativos. “Recebemos um comunicado da Defesa Civil da Bahia solicitando esse apoio, para colaborarmos. Então trabalhamos GDF e SSP, no sentido de coordenar os esforços para que esses materiais cheguem lá na ponta, no município afetado”, finalizou.

O vice-governador Paco Britto enalteceu o espírito humanitário que o DF demonstrou durante a campanha de arrecadação de donativos para os municípios baianos.

“Em nome do governador Ibaneis Rocha, faço um agradecimento especial à toda população, que mostrou sua solidariedade e humanismo em prol da população necessitada e assolada por esse problema”, afirmou.

Milhares de desabrigados

Mais de 16 mil pessoas ficaram desabrigadas por causa das enchentes na Bahia, de acordo com os dados da Sudec (Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia). As fortes chuvas que castigaram as regiões sul e sudeste do estado deixaram 19.580 desalojados, dois desaparecidos e pelo menos 26 mortos.  A população afetada é estimada em 430.869 pessoas.

A região já havia sido castigada pelas chuvas no início de dezembro, e os temporais voltaram a partir do dia 23, com maior intensidade na sexta-feira (24) e no sábado (25), dia de Natal.

Nesse mesmo período a PMDF com a autorização do governador Ibaneis Rocha enviou uma aeronave e sua tripulação ao Estado para colaborar com o resgate de pessoas e apoio aéreo em razão das inúmeras enchentes em 30 municípios baianos.

Os policiais do Bavop foram até Ilhéus, onde foi criado um Centro de Crise sob a coordenação da PMBA e a logística sob-responsabilidade do Sistema Nacional da Defesa Civil. A missão foi estendida e os policiais ficarão até sexta-feira (7) para prestar apoio às coirmãs.

Fim do conteúdo da página