Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Ação das Forças de Segurança salvam vida de policial militar

Escrito por Fabio Evangelista | Criado: Sexta, 21 de Janeiro de 2022, 19h32 | Última atualização em Sexta, 21 de Janeiro de 2022, 20h53 | Acessos: 3787

Uma ação conjunta entre as Forças de Segurança salvaram a vida do 2º sargento Fabrício Lopes Vieira, que vinha sofrendo com uma grave reação alérgica desde a última quarta-feira (19). Foi necessária a interação da PMDF, CBMDF, PMMG e PMMT para trazer o policial que estava enfermo em Caratinga (MG), para uma UTI no Distrito Federal.
O policial, lotado na Diretoria de Especialização e Aperfeiçoamento (DEA) da PMDF, estava de férias no interior de Minas Gerais. “Durante a viagem ele reclamava de febre e dores. Quando começou a aparecer erupções pelo corpo corremos para um hospital”, afirmou a esposa do sargento, Ednalva Rodrigues.
Como o hospital local não tinha condições para cuidar da enfermidade, o médico orientou que o paciente fosse conduzido com urgência para a capital, isso no dia 19/01. Ciente de problema, a PMDF solicitou apoio da PMMG, uma vez que as aeronaves da corporação ainda não possuem apoio aeromédico.
Um problema técnico na aeronave mineira impediu que os policiais da PMMG conduzissem o sargento Fabrício para Brasília. O Batalhão de Aviação Operacional (Bavop/PMDF) fez o contato com o Centro Integrado de Operações Aereas (CIOPAer/PMMT) para fazer o translado do paciente de Minas Gerais para Brasília.
Na manhã desta sexta (21), o Comandante do Comando de Policiamento Missões Especiais (CPME/PMDF), coronel Flávio Luiz, conduziu um médico e uma enfermeira do Grupamento de Aviação Operacional (GAVOP/CBMDF), para prestar apoio médico na aeronave da PMMT.
“Encontramos o paciente estável e consciente, porém reclamando de muitas dores e com erupções na pele”, afirmou o médico do GAVOP, tenente Marcelos Neves Carvalho, que foi acompanhado da capitã Inácia Melo, enfermeira da unidade do CBMDF.
A aeronave do CIOPAer/PMMT chegou no hangar do GDF por volta das 15h, onde o major Cláudio Carneiro, do Centro Médico da PMDF, aguardava o sargento com uma ambulância. “Diante da urgência, providenciamos toda uma logística para fazer um pronto atendimento do paciente. Além do transporte garantimos um leito vago para que o policial já fosse hospitalizado”, assegurou o major do Centro Médico que conduziu o sargento para o Hospital Santa Lúcia Norte.
Integração
As equipes coirmãs mantêm essa integração, desde a especialização de seu efetivo. O que contribui para que ações como essa envolvendo o sargento Fabrício tenham sucesso.
“Participamos de muitos cursos e seminários juntos, sempre estamos nos aperfeiçoando com outras unidades aéreas, então esse contato que temos contribui pra qualquer logística”, afirmou o major Alexandro Vieira do Batalhão de Aviação Operacional (Bavop/PMDF)
O mal tempo, característico desta época do ano, não apareceu e contribuiu para o rápido transporte. “Não tivemos contratempos, tudo dentro do normal. Chegamos no aeroporto de Caratinga e rapidamente encontramos os médicos com o paciente e rapidamente viemos para Brasília, numa operação que durou 5h50 desde a nossa saída de Cuiabá (MT), na manhã desta sexta-feira”, foi o que relatou o major Leandro Müller do CIOPAer/PMMT em solo brasiliense.

Fim do conteúdo da página