Polícia Militar do Distrito Federal

Switch to desktop Register Login

Operação Nacional Tiradentes

Balanço da “Operação Tiradentes” no Distrito Federal

A Polícia Militar do Distrito Federal participa da “Operação Tiradentes”, realizada em todo território brasileiro, pelas Unidades da Federação. A operação teve início na última quinta-feira, 20 de abril, às 14hs.

O evento teve origem na 1ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Comandantes-gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (CNCG-PM/CBM), ocorrida de 4 a 7 de abril de 2017, no Rio de Janeiro.

O lançamento oficial da operação, no Distrito Federal, ocorreu na Esplanada dos Ministérios e contou com a presença do secretário de Segurança Pública do DF, Edval de Oliveira Novaes Júnior , do comandante-geral da PMDF, coronel Nunes, de oficiais e praças da PMDF, além dos profissionais de comunicação.

Essa operação foi a primeira dessa envergadura realizada de forma conjunta e simultaneamente entre todas as Polícias Militares e Corpos de Bombeiros do país. O esforço das corporações faz parte da estratégia conjunta para prevenir e manter a ordem pública, promovendo a segurança de todos os brasileiros.

A PMDF realizou 14.158 mil abordagens a pessoas, 4.299 a veículos, 461 ônibus foram revistados, apreendeu de 13 armas de fogo, 93 veículos irregulares foram apreendidos, um foragido da Justiça foi capturado, ocorreram nove apreensões de drogas, foram lavrados 1.639 autos de infração de trânsito, recuperados 22 veículos roubados ou furtados, 71 flagrantes foram realizados e cinco termos circunstanciados foram assinados.

O coronel Nunes, comandante-geral da PMDF, disse que a operação está alcançando plenamente seu propósito, garantindo a toda a população do país a segurança de que todos precisam e que a ação operacionalizou e reforçou o policiamento ostensivo e preventivo no combate à criminalidade e a manutenção da ordem pública.

O comandante-geral da PMDF disse ainda que a força conjunta de todas as polícias do Brasil mostra a importância da execução de operações simultâneas e coordenadas entre as forças policiais exatamente em razão do desdobramento da tropa em todo o país e dos excelentes resultados alcançados por cada Estado.

A Operação Nacional Tiradentes completou, às 6h desta manhã (22), 40 horas de duração e continua com a intensificação até a tarde deste sábado. Confira os dados parciais:

 

A terceira fase da Operação Nacional Tiradentes teve início às 6h desta sexta-feira (21), com a liberação do policiamento no estacionamento do estádio Bezerrão no Gama, cerca de 899  policiais militares foram empregados. A operação está a 24 horas ininterruptas combatendo a criminalidade em todo o Distrito Federal.

Na segunda fase da Operação Nacional Tiradentes que teve início às 22h desta quinta-feira (20), com a liberação do policiamento no Taguaparque, cerca de 300 policiais militares foram empregados. A operação, agora com 18 horas, tem mostrado grandes resultados no combate à criminalidade em todo o Distrito Federal.   

Em comemoração ao dia do policial militar celebrado amanhã (21), todas as polícias militares e bombeiros militares do Brasil realizam a partir de hoje (20) a “Operação Nacional Tiradentes”, que levará mais segurança à população durante este feriado. No Distrito Federal, a Polícia Militar reforçará o policiamento com mais de 5 mil policiais, 1200 viaturas e seis aeronaves que serão empregadas em diversos pontos da cidade para combater as diversas modalidades criminosas. A “Operação Nacional Tiradentes” focará suas ações particularmente no roubo e furto de pessoas, no excesso de velocidade e embriaguez ao volante, no tráfico de drogas e na captura de foragidos da justiça.

Às 14 horas desta quinta-feira (20), no gramado central em frente ao Congresso Nacional de Brasília a Polícia Militar do Distrito Federal liberou um grande contingente de policiais para essa operação. No local, o coronel Nunes, comandante-geral da PMDF e presidente do Conselho Nacional dos Comandantes-gerais do Brasil, participou de uma coletiva de imprensa para o lançamento da operação que irá abranger todo o território nacional.

Nessa operação as polícias militares e corpos de bombeiros militares de todos os Estados do país, que juntas, somam mais de 600 mil policiais e bombeiros militares, realizarão simultaneamente várias missões que têm por objetivo o combate à criminalidade focando ainda na manutenção da ordem pública. A operação recebeu esse nome pois tem seus propósitos alinhados aos da nação, uma vez que visa contribuir, de forma significativa, para o exercício do papel primordial do Estado, que é a promoção da segurança pública, condição essencial para a vida em sociedade.

 

A operação teve início logo após a coletiva e será desenvolvida de acordo com as peculiaridades de cada estado, por meio de ações especiais e específicas visando a prisão de criminosos, o cumprimento de mandados de busca e apreensão, a apreensão de drogas e armas, além da localização de veículos roubados/furtados. Esta é a primeira vez que uma operação desta magnitude é realizada a nível nacional.

O coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira, comandante-geral da Policia Militar do Distrito Federal, falou à tropa e fez esclarecimentos à imprensa juntamente com o secretário de segurança pública e da paz social do Distrito Federal, Edval de Oliveira Novaes Júnior.

Todas as unidades da corporação, além das especializadas estão envolvidas nessa operação no DF, tais, como: PATAMO, BPCHOQUE, ROTAM, CAVALARIA, BAVop, dentre diversas outras. A operação, que começou hoje às 14h se estenderá até o próximo sábado.







 

 
 

Polícia Militar do Distrito Federal - Muito mais que segurança. Todos os direitos reservados © 2015

Top Desktop version