Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Batalhão Ambiental da PMDF completa 34 anos de existência

Criado: Sexta, 10 de Junho de 2022, 10h21 | Última atualização em Sexta, 10 de Junho de 2022, 12h26 | Acessos: 15193
imagem sem descrição.

*Texto com contribuição do BPMA

Nesta sexta-feira (10), o Batalhão de Polícia Ambiental (BPMA) completa 34 anos desde a sua criação, cumprindo com excelência o seu compromisso com a segurança pública, bem como com seu papel de proteger a fauna, a flora e os recursos hídricos da capital do país.

O BPMA teve sua origem na Companhia de Polícia Florestal, criada pelo
Decreto nº 11.124 de 10 de junho de 1988 a pedido do extinto IBDF, tendo seu funcionamento no Parque Nacional de Brasília e possuindo como base de apoio um Próprio Nacional Residencial (PNR) daquele mesmo órgão.

Com o advento do Decreto nº 23.955, de 1º de agosto de 2003, a referida Companhia
passou a se chamar Companhia de Polícia Militar Ambiental-CPMA. Já no ano de 2010 a Companhia se tornou o Batalhão de Polícia Militar Ambiental por meio do Decreto nº 31.793.

A Unidade é especializada em promover atividades de policiamento ostensivo florestal, lacustre, fluvial e de mananciais em toda capital federal, garantindo a preservação, em Unidades de Conservação e fora delas, de maneira a fazer cumprir o instrumento normativo vigente, bem como promover a educação ambiental não-formal com vistas à manutenção do meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem este, de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida.

A PMDF homenageia e parabeniza a atividade de policiamento ambiental e a todos os policiais militares que compõem o Batalhão ambiental.

CONHEÇA O TRABALHO DO BATALHÃO DE POLÍCIA AMBIENTAL

RÁDIO PATRULHAMENTO AMBIENTAL (RPA): O primeiro grupamento de Polícia Militar Florestal era de policiais emprestados do Regimento de Polícia Montada. A unidade foi criada em 10 de Junho de 1988, sendo denominada Companhia de Polícia Militar Florestal. Logo em 2010, com a edição do Decreto Nº 31.793, criou-se, na estrutura da Polícia Militar do Distrito Federal, o Batalhão de Polícia Militar Ambiental. Atualmente o carro chefe do BPMA é o Rádio Patrulhamento Ambiental, o qual faz diariamente resgate de animais silvestres por todo o Distrito Federal e também coíbe infrações ambientais contra a fauna, a flora e os recursos hídricos.

GRUPAMENTO DE OPERAÇÕES NO CERRADO (GOC): Dado o elevado aumento dos índices de criminalidade contra o meio ambiente no equilátero do Distrito Federal em meados dos anos 90, houve a necessidade iminente da criação de uma tropa especializada para conter a crescente onda de violência contra o bioma cerrado. Nesse contexto, foi criado o Grupamento de Operações no Cerrado (GOC). Atualmente o GOC tem por missão precípua realizar o policiamento preventivo e repressivo em toda área do Distrito Federal. O GOC, ainda, realiza as operações repressivas nas ações planejadas pela Seção Operacional do BPMA, visando os crimes ambientais de maior complexidade e risco; apoia as demais unidades da Corporação nas ocorrências cujo Teatro de Operações apresente características rurais ou em ambientes naturais e que exijam o emprego de tropa especializada no patrulhamento em área de mato, bem como apoia os órgãos de proteção ao meio ambiente (IBAMA, IBRAM, ICMBio, etc.), em todo o território nacional.

COMPANHIA DE OPERAÇÕES LACUSTRES (LACUSTRE): Dentro da estrutura da Companhia Florestal, no mês de janeiro de 1991, foi criado o Pelotão Lacustre, com a fração de efetivo responsável pelo policiamento no Lago Paranoá e dos demais recursos hídricos do DF. Com o aumento das ocorrências de pesca predatória e de furto em residência às margens do Lago, a PMDF adquiriu 3 embarcações Duralimínio com motorização de 70 HP e capacidade para 4 tripulantes, aumentando assim a eficiência no policiamento diuturnamente e reduzindo os índices de furtos e pesca predatória. A Companhia de Operações Lacustres do Batalhão de Polícia Militar Ambiental é responsável pelo policiamento de todo espelho d'água do Lago Paranoá.

GRUPO TÁTICO AMBIENTAL (GTA): O Grupo Tático Ambiental foi criado no ano de 2011, com a missão de reprimir e combater os crimes comuns e ambientais em todas as áreas rurais e urbanas do Distrito Federal, agindo repressivamente em ocorrências de maior vulto, que exijam maior intensidade de força, técnicas táticas, equipamentos, armamentos e treinamentos diferenciados. Sua atividade e emprego operacional foram regulamentados no ano de 2012. O GTA atualmente é a tropa do BPMA responsável pelo atendimento das demandas de crimes comuns e ambientais geradas pelo COPOM.

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL LOBO GUARÁ (PREALG): Tendo como base o Teatro Ecologia e o legado do então Tenente Reginaldo e sua equipe, o Programa de Educação Ambiental Lobo Guará foi criado no dia 30 de setembro de 2003 na antiga Companhia de Polícia Militar Ambiental - CPMA. O programa surgiu para expandir a consciência ambiental plantando, desde a mais tenra idade, o amor pela natureza e divulgando o trabalho da Polícia Militar Ambiental do Distrito Federal. O PREALG atualmente possui três frentes de trabalho:

  • TEATRO LOBO GUARÁ, EQUIPE DE TEATRO E A MASCOTE
  • SABER CERRADO: ATUA COM ESTANDE, PALESTRAS E PARCERIA COM O ICMBIO e
  • GUARDIOES AMBIENTAIS: TRABALHA APLICANDO O CURSO DE GUARDIÕES AMBIENTAIS EM ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES.

 

"O meio ambiente é o nosso maior patrimônio; protegê-lo é a nossa missão."

Fim do conteúdo da página