Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Comandante-geral da PMDF se reúne com Fórum de Associações

Escrito por Pedro Pinheiro Junior | Criado: Quarta, 26 de Maio de 2021, 17h00 | Última atualização em Quinta, 02 de Setembro de 2021, 15h10 | Acessos: 8295

O Comandante-geral da PMDF, coronel Márcio Cavalcante de Vasconcelos, recebeu 15 lideranças de associações representativas dos policiais e bombeiros militares do DF na manhã desta quarta-feira (26). A reunião foi nas dependências do Colégio Militar Tiradentes (CMT).

No encontro foram debatidos temas como saúde, bem-estar dos militares e promoções.

O Fórum das associações reuniu representantes da ASAPOL, ASOF/PMDF, ASPRA PM/BM, ASS/ARMILC, ASSOF/CBMDF, CABE, CIFAIS, CAP, CLUBE DOS BOMBEIROS, COPM, CRESSPOM e OS/IDEMCI.

O presidente da Caixa Auxiliadora dos Praças da PMDF, sargento Rodrigues, disse que o principal objetivo do Fórum é unificar ideias antes de levar as propostas para os governantes. Ele também destacou o empenho do Alto Comando da PMDF para melhorar a saúde do policial militar.

“Vamos propor uma redação bem clara a respeito das indenizações e coparticipação nos gastos de saúde, para que não comprometa os policiais militares. Pretendemos também arrumar meios mais justos de promoções, principalmente para as praças”. Informou o coronel da reserva remunerada Brambrilla, coordenador do Fórum das Associações Representativas dos Policiais e Bombeiros.

“Hoje saímos mais esclarecidos acerca dos temas propostos, principalmente com respeito a saúde e lei de promoções. Escapamos das especulações e estamos indo para as certezas”, comemorou ou subtenente Jair Dias, presidente do Clube dos Bombeiros.

O Comandante-geral da PMDF reafirmou o compromisso com a saúde do policial militar. “Queremos cuidar do policial de forma geral, física e emocionalmente. O policial militar precisa saber que tem o nosso suporte e que estamos ao lado dele”, afirmou o coronel Vasconcelos. 

Por fim, o comandante comentou sobre os novos desafios para a Polícia Militar. “A nossa corporação tem de se adaptar com uma nova realidade, policiais não entram mais tão jovens quanto antigamente e vão chegar ao fim da carreira após 35 anos agora. Nosso desafio é manter o rendimento deste pessoal dentro de suas capacidades”. Nesta, perspectiva o coronel Vasconcelos explanou sobre a saúde e valorização dos militares.

Fim do conteúdo da página